“O Cartorário de outra sé pelo mesmo tempo, apartou todos os documentos de letra gótica, sentenciando-os como inúteis: os Documentos, levou-os para casa e os fez queimar no seu quintal. Outro separou todos os selos dos documentos para os conservar juntos numa gaveta.

Também no princípio deste século costumavam as religiosas de um mosteiro tirar pergaminhos do seu Cartório para retalharem nas obras que precisavam.

Da mesma forma se acham cortadas a tesoura várias a parte de outras do Livro de Óbitos de uma Catedral e do Livro de Doações de um mosteiro de Religiosos.

Em outro mosteiro consta-se terem sido consertados com pergaminhos do Cartório os someiros dos órgãos".

(J.P. RIBEIRO, Observações críticas para servirem de memórias do sistema de Diplomática portuguesa).

São situações destas, referidas frequentemente nos autores das pesquisas pelos nossos arquivos e bibliotecas, que procuraremos evitar relativamente ao património histórico e documental da diocese de Viana do Castelo.

 

AddThis Social Bookmark Button

facebook

                   Copyright © 2013 - Instituto Católico de Viana do Castelo. Todos os direitos reservados.